Eu fui a melhor amiga de Jane Austen - Resenha


Olá pessoas! Trago para vocês uma resenha do livro "Eu fui a melhor amiga de Jane Austen" da Cora Harrison. Venha ver que amorzinho em forma de livro!


Em um dia que fiquei na biblioteca da escola, estava olhando as estantes e me deparei com esse livro, que me atraiu pela linda capa e pelo título bem curioso. Peguei emprestado e, confesso, demorei a lê-lo. Mas calma! Não é ruim nem tem leitura difícil, só estou numa fase em que estou demorando a ler quase todos os livros que pego, e também tive muitos deveres da escola.


A leitura é até bem tranquila - o texto é todo escrito em forma de diário - e, apesar da história se passar em 1791, não há muitas palavras desconhecidas. A diagramação do livro é okay (não é do jeito que eu prefiro, mas não interfere na leitura) e há ilustrações lindíssimas sobre os relatos da personagem.

Como Harrison diz ao final do livro, pouco se conhece da adolescência de Jane Austen e de sua prima Jane Cooper (chamada de Jenny para evitar confusões na mente do leitor). Por isso, a história é a imaginação da autora se misturando com suas pesquisas.


Jenny Cooper escreve em seu diário tudo o que se passa em sua vida de adolescente do século XVIII. Vivia até então em um internato em Southampton, Reino Unido, com sua melhor amiga e prima, Jane Austen. Para quem não sabe, ela (Austen) é uma escritora romântica de vários clássicos, que são lidos até hoje, tais como: Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, Persuasão e outros. Confesso que nunca li os livros dela, mas depois deste livro escrito pela Cora Harrison, pude conhecer um pouco de sua personalidade e fiquei com vontade de ler seus livros.
Ilustrações de personagens dos livros de Jane Austen por ChihAriel
O internato era muito precário, com mofo em toda parte e má alimentação oferecida às meninas. Por conta disso, Jane ficou doente. Sua prima, desesperada, pediu à sra. Cawley que enviasse uma carta à sra. Austen para que esta levasse a filha para casa e cuidasse dela. Porém o pedido foi negado. Então, Jenny aventurou-se nas ruas de Southampton, sozinha, à meia noite - correndo risco de ser violentada por homens bêbados ou, na melhor das hipóteses, ser vista e acabar com sua reputação - para salvar a amiga.

Nesta noite, a jovem conheceu o capitão Thomas Williams, um verdadeiro cavalheiro que lhe jurou segredo e a acompanhou para que estivesse segura. Jenny ficou, ao mesmo tempo, encantada e com medo de que seu segredo fosse revelado.

Após receber a carta, sra. Austen levou a filha e a sobrinha para morarem com ela em Steventon, na sua charmosa propriedade rural que também funcionava como uma escola. Jenny fica muito feliz rodeada de sua prima e sua grande família, que conta com vários rapazes, incluindo o adorável Henry, irmão de Jane, quem deu uma atenção especial à ela.

Acompanhe uma história graciosa de uma adolescente de três séculos atrás, em uma sociedade bem diferente da atual, na qual as moças usavam lindas roupas e frequentavam deslumbrantes bailes em companhia de charmosos homens.


Recomendo este livro, publicado pela editora Rocco Jovens Leitores, para que você conheça o estilo de vida das jovens do século XVIII e conheça um pouco sobre Jane Austen, de uma forma bem tranquila e que irá te encantar com as belas ilustrações e personagens talentosamente caracterizados.

Já tinham ouvido falar neste livro? Gostaram da resenha? Deixe seu comentário!

Até logo,
Anna.

2 comentários

  1. Parece ser um amorzinho! Também estou numa fase que estou demorando pra ler qualquer livro que pego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito fofo mesmo <3
      É triste essa fase né? :/
      A dica que dou é não desistir do livro, se estiver gostando, é claro. E também, tente ler livros mais curtos e com leitura suave, como este :D

      Obrigada pela visita,
      Anna.

      Excluir

Obrigada pelos comentários